Notícias Internacionais

Rússia lança satélite iraniano no espaço sob preocupações do Ocidente

Um foguete russo carregando um satélite iraniano foi lançado com sucesso no espaço nesta terça-feira (9), enquanto Moscou e Teerã buscam construir laços mais próximos diante das sanções ocidentais.

O satélite de sensoriamento remoto, chamado “Khayyam”, foi lançado por um foguete russo Soyuz do Cosmódromo de Baikonur, a casa dos lançamentos espaciais russos localizada no sul do Cazaquistão, às 08h52 (horário de Moscou), de acordo com um vídeo transmitido no YouTube pela agência espacial russa Roscosmos.

Teerã rejeitou as alegações de que o satélite poderia ser usado por Moscou para aumentar suas capacidades de inteligência na Ucrânia, dizendo que o Irã terá controle total e operação sobre ele “desde o primeiro dia”.

O Washington Post informou na semana passada que as autoridades dos EUA estão preocupadas com a incipiente cooperação espacial entre a Rússia e o Irã, temendo que o satélite não apenas ajude a Rússia na Ucrânia, mas também forneça ao Irã “capacidades sem precedentes” para monitorar possíveis alvos militares em Israel e no Oriente Médio de forma mais ampla.

O Irã diz que o satélite foi projetado para pesquisas científicas, incluindo radiação e monitoramento ambiental para fins agrícolas.

A Rússia busca aprofundar seus laços com o Irã desde 24 de fevereiro, quando o Kremlin ordenou que dezenas de milhares de tropas entrassem na Ucrânia.

Em julho, o presidente Vladimir Putin visitou o Irã em sua primeira viagem internacional fora da antiga União Soviética desde o início da campanha militar da Rússia na Ucrânia.

Enquanto estava lá, o líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, disse a Putin que Teerã e Moscou precisavam permanecer vigilantes contra o “engano ocidental”.

O espaço tem sido um campo em que os Estados Unidos e a Rússia tradicionalmente mantêm cooperação e laços fortes, apesar das tensões geopolíticas entre Moscou e Washington.

A Roscosmos e a Nasa assinaram recentemente um acordo para transportar seus astronautas para a Estação Espacial Internacional (ISS), mas Moscou levantou a hipótese de deixar a ISS em algum momento no futuro.

Putin recentemente removeu Dmitry Rogozin como chefe da Roscosmos, substituindo-o por um ex-assessor de defesa em uma reformulação da agência.

Sobre autor

Nossa Radio USA - News

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment