Bem Estar

Probióticos podem auxiliar em distúrbios gastrointestinais funcionais

Portrait of beautiful young woman eating yogurt at home.

Geralmente, os distúrbios gastrointestinais funcionais estão relacionados à disfunção do eixo intestino-cérebro, disbiose microbiana intestinal, função imune da mucosa intestinal alterada, hipersensibilidade visceral e motilidade gastrointestinal anormal.

Segundo os especilistas, esses distúrbios podem afetar qualquer parte do trato gastrointestinal, incluindo esôfago, estômago, ducto biliar ou intestinos – sendo o mais comum deles a síndrome do intestino irritável (SII).

Os sintomas gastrointestinais como diarreia, cólica intestinal e gases, todos podem ter em qualquer momento da vida, mas distúrbios gastrointestinais funcionais não. “O diagnóstico desses distúrbios gastrointestinais funcionais pode ser feito quando a combinação de sintomas e outros fatores de um paciente atende aos critérios para um distúrbio funcional específico. A pessoa não apresenta apenas um sintoma gastrointestinal, mas sim um conjunto deles – e, normalmente, isso tem ligação com uma desordem na comunicação cérebro-intestino”, explica a especialista sênior em nutrição da IFF para a América Latina, Barbára Peters.

Os probióticos são definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem um benefício à saúde. A partir desse estudo, realizado com cepas da linha de probióticos HOWARU® da IFF, avaliou-se uma melhora significativa entre os desconfortos causados pelos distúrbios gastrointestinais funcionais.

A identificação e o acompanhamento dessas condições são cruciais, pois têm um impacto considerável nos sistemas de saúde e na sociedade como um todo, por conta de consultas repetidas, investigações e cirurgias desnecessárias.

Sobre autor

Avatar

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment