Brasil Destaques

Monark é demitido do Flow Podcast após fala antissemita

Após defender a criação de partidos nazistas no país durante transmissão feita ontem (7), o apresentador Bruno Aiub, conhecido como Monark foi demitido do Flow Podcast.

Em nota, os Estdúdios Flow anunciaram a demissão do apresentador: “A partir deste momento, o youtuber Bruno Aiud está desligado dos Estúdios Flow […] Lamentamos profundamento o episódio ocorrido”.

No comunicado, os Estúdios Flow pediram desculpas “a todas as pessoas, em especial à comunidade judaica”. “Repudiamos todo e qualquer tipo de posicionamento que possa ferir, ignorar ou questionar a existência de alguém ou de um grupo social”. Antes disso, o episódio 545, com a participação dos deputados Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri () já havia sido retirado das plataformas de vídeo e áudio.

Desde que a transmissão aconteceu, na segunda-feira (7), Monark e o Flow receberam diversas críticas pela declaração do apresentador, que defendeu a criação de partidos nazistas no Brasil. “A esquerda radical tem muito mais espaço que a direita radical, na minha opinião. As duas tinham que ter espaço, na minha opinião […] Eu acho que o nazista tinha que ter o partido nazista reconhecido pela lei”, declarou o apresentador.

No momento, ele foi rebatido por Tabata, que lembrou que a liberdade de expressão não pode ser usada como argumento para colocar a vida de comunidades em risco, como o nazismo fez com a população judaica. Ainda assim, Monark insistiu em dizer que um cara tem “o direito” de ser anti-judeu, caso queira.

Tais declarações repercutiram negativamente desde então, com diversas notas de repúdio de  entidades judaicas e marcas que se associavam ao podcast. Em meio a isso, o apresentador divulgou um  vídeo de retratação em que disse estar bêbado no momento da transmissão do podcast.

 

Sobre autor

Avatar

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment