Bem Estar

Médicos condenam diversos alimentos processados comuns na dieta diária

A rotina agitada que a maioria das pessoas levam acabam tornando a prática de comer saudável algo distante. Muitas vezes, é mais fácil pegar comida na prateleira, pensando apenas na conveniência e não no valor nutricional.

Os alimentos processados ​​estão sempre à mão, e é por isso que eles geram tanto dinheiro para os fabricantes. Diversos alimentos básicos da dieta diária da maioria das pessoas são fortemente condenados pelos médicos. Entre eles estão: a Coca-Cola e os Twinkies, por exemplo.

De acordo com os médicos, alguns desses produtos são claramente prejudiciais, mas, como são lucrativos, eles permanecem nas prateleiras dos mercados. Outros são menos óbvios, mas quando consumidos em grandes quantidades podem ter efeitos colaterais desagradáveis.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) – representação da Organização Mundial da Saúde (OMS) nas Américas, dietas pouco saudáveis estariam contribuindo para uma epidemia cada vez maior de doenças crônicas, como diabetes, câncer e doenças do coração.

O novo Modelo de Perfil de Nutrientes da OPAS define os alimentos processados como produtos alimentícios que são produzidos industrialmente usando sal, açúcar ou outros ingredientes para preservá-los ou torná-los mais palatáveis.

Já as comidas ultraprocessadas são aquelas industrialmente formuladas que contêm substâncias extraídas de alimentos – como caseína, soro de leite e proteínas isoladas – ou substâncias sintetizadas a partir de constituintes alimentares – como óleos hidrogenados, amidos modificados e sabores.

De acordo com os critérios estabelecidos pela OPAS, ambos os tipos de produtos apresentam quantidades excessivas de açúcar, sal e gordura quando: a quantidade de açúcares adicionados ou de gorduras saturadas representar 10% ou mais do total de calorias; ou as calorias associadas a todas as gorduras somarem 30% ou mais de toda a carga energética do alimento em questão; ou as calorias da gordura trans forem igual a 1% ou mais do total de calorias; ou ainda quando a proporção de sódio, em miligramas, em relação às calorias for de um para um ou mais.

Esses parâmetros devem ser aplicados a todos os alimentos processados e ultraprocessados, desde vegetais em conserva até ‘frios’, batatas fritas, sorvetes, iogurtes com sabor, cereais e barras de cereais. As classificações não servem para comidas não industrializadas ou minimamente processadas, como vegetais frescos ou congelados, legumes, grãos, frutas, raízes, tubérculos, carnes, peixes, leite, ovos e pratos preparados com esses alimentos. Sendo assim, se as guloseimas não forem consumidas com moderação ou retiradas por completo do cardápio diário, podem levar a problemas de saúde a longo prazo.

Veja a lista com alguns vilões da saúde:
1-Coca-Cola diet
2-Salsichas de cachorro-quente
3-Sanduíches de café da manhã
4-Fatias queijos americanos
5-Molhos artificiais para saladas
6-Balas de goma
7-Macarrão instantâneo
8-Pipoca de microondas e aromatizadas
9-Chá gelado
10-Batata frita

Sobre autor

Nossa Radio USA - News

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment

EnglishPortuguese