Imigração

Mais de 6 mil brasileiros foram detidos nas fronteiras dos EUA em agosto

Dados do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos divulgados recentemente, mostram que 6.129 brasileiros foram flagrados em agosto tentando entrar ilegalmente no país – o maior número desse ano fiscal.

No ano, já são 31.462 encontros com brasileiros, dado 32,5% abaixo do registrado no mesmo período de 2021. Encontro é um termo técnico dos órgãos de fronteira e refere-se a dois tipos distintos de eventos: a detenção, que acontece quando os imigrantes são levados sob custódia para aguardar julgamento; e a expulsão, quando eles são imediatamente devolvidos para seu país de origem ou último país de trânsito.

O Brasil é o 13º país que mais teve cidadãos sendo flagrados nas fronteiras americanas em 2022. A grande maioria deles acaba sendo detida na divisa com o México e expulsa do país, uma vez que brasileiros não costumam ser elegíveis para pedidos de asilo nos EUA.

No total de todas as nacionalidades, houve 203.598 encontros ao longo da fronteira terrestre sudoeste em agosto, um aumento de 1,7% em relação a julho. Desses, 22% envolveram indivíduos que já haviam sido expulsos nos 12 meses anteriores.

Sem ser somente na fronteira sul, mas em todo o país, incluindo a fronteira com o Canadá, ao longo do ano fiscal até agosto, foram 2.493.723 encontros. Somente para a fronteira sudoeste, o número total de imigrantes de todas as nacionalidades é de 2.150.639.

73.153 encontros, 36% do total, foram processados para expulsão sob o Título 42 na fronteira terrestre sudoeste; e 130.445 encontros foram processados sob o Título 8 )(permanece e aguarda processo.

“O CBP continua aplicando a lei de imigração dos EUA e aplicando consequências àqueles sem base legal para permanecer nos EUA. As restrições atuais na fronteira dos EUA não mudaram; adultos solteiros e famílias encontrados na fronteira sudoeste continuarão a ser expulsos, quando apropriado, sob a Ordem do Título 42 do CDC. Aqueles que não forem expulsos serão processados sob as autoridades de longa data do Título 8 e colocados em processos de remoção”, diz o órgão.

A agência explica ainda que, sob o Título 8, aqueles que tentarem entrar nos Estados Unidos sem autorização e que não conseguirem estabelecer uma base legal para permanecer nos Estados Unidos (como um pedido de asilo válido) serão rapidamente removidos. Indivíduos que foram removidos sob o Título 8 também estão sujeitos a consequências adicionais de longo prazo além da remoção dos Estados Unidos, incluindo impedimentos a futuros benefícios de imigração.

Para este ano fiscal até o momento, as repatriações e expulsões totalizam 1.300.467, “o que significa que expulsamos ou repatriamos um número maior do que ainda está em processo”, diz o CBP.

Os encontros de crianças desacompanhadas diminuíram 14%, com 11.365 encontros em agosto, em comparação com 13.278 em julho. Em agosto, o número médio de crianças desacompanhadas sob custódia do CBP foi de 422 por dia, em comparação com uma média de 562 por dia em julho.

Dos 6.129 encontros com brasileiros em agosto, em 20 deles os oficiais de fronteiras apreenderam crianças desacompanhadas dos pais. A grande maioria dos encontros (3.890) são referentes a famílias inteiras que tentam entrar nos EUA.

Sobre autor

Nossa Radio USA - News

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment