Flórida

Justiça bloqueia novo mapa distrital de Ron DeSantis que redesenha condados na Flórida

Governador da Flórida Ron DeSantis

Um juiz da Flórida rejeitou um mapa do Congresso Estadual apoiado pelo governador Ron DeSantis que teria violado a constituição estadual ao dissolver um distrito com grande população negra. De acordo com o juiz do condado de Leon, Layne Smith, o mapa seria inconstitucional porque divide um distrito onde os eleitores negros representam mais de 40% da população, um movimento que diminui o poder de escolherem seus representantes.

A ordem de bloqueio do novo mapa distrital acontece até esta sexta-feira, 13, e vai impedir que o mapa proposto pelo governador entre em vigor nas eleições de novembro. Na decisão, ele ordena ainda que um novo mapa desenhado por um especialista de Harvard seja colocado no lugar.

Smith disse que a ordem provavelmente substituirá o mapa DeSantis por um dos dois que o Legislativo incluiu em um projeto de lei e enviou a DeSantis em março. O governador vetou o projeto de lei e depois convocou o Legislativo de volta à sessão especial. A Câmara e o Senado, dominados pelos republicanos, optaram por não desenhar um novo mapa e, em vez disso, aprovaram o mapa DeSantis.

O desafio se concentra em um distrito do norte da Flórida controlado pelo deputado democrata Al Lawson. O distrito vai de Jacksonville a oeste por mais de 322 quilômetros até o condado de Gadsden. Quase metade de sua população é negra.

Se o estado recorrer da decisão, a Suprema Corte da Flórida, que tem maioria conservadora, poderá vetar ou não o bloqueio judicial.

Sobre autor

Avatar

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment