[:pb]James Comey disse que Trump ”mentiu” ao se referir ao FBI.[:]

[:pb] 

James Comey, ex-diretor do FBI, disse em seu depoimento ao Comitê de Inteligência do Senado hoje  que Trump mentiu quando argumentou que o FBI estava em desordem quando o demitiu e que o governo decidiu difamá-lo.

“A Casa Branca optou por me difamar e, mais ainda, o FBI. Isso foi mentira, pura e simples. Eu sei que foi demitido sobre algo envolvendo a minha condução da investigação sobre a Rússia. Isso de alguma maneira o pressionou e o irritou e ele decidiu me demitir por causa disso”, disse Comey aos senadores.

Questionado sobre possíveis gravações que Trump tenha sobre as reuniões, como o presidente alertou há algumas semanas no Twitter, Comey disse: “Deus, espero que elas existam. Aí não teremos apenas a minha versão e a dele.”

Sobre uma possível conspiração de Trump com a Rússia para intervir nas eleições, Comey respondeu que não poderia falar do assunto em uma sessão aberta. Depois do depoimento, o ex-diretor do FBI terá um encontro fechado com os integrantes do Comitê de Inteligência do Senado.

Comey disse não ter dúvida de que foi demitido em razão da maneira pela qual estava conduzindo a investigação relativa à atuação da Rússia no pleito. Segundo ele, não há nenhuma dúvida de que as autoridades russas atuaram para influenciar a disputa presidencial americana.

O ex-diretor afirmou que Trump demandou “lealdade” de sua parte e pediu que ele declarasse publicamente que o presidente dos EUA não estava sob investigação. Segundo ele, Trump não sugeriu que ele interrompesse o inquérito sobre possível conspiração entre integrantes de sua campanha e a Rússia para interferir nas eleições de 2016 com o objetivo de favorecê-lo.[:]

Anúncios