Flórida

Flórida encerra sessão legislativa marcada por guerra cultural

A Assembléia Legislativa da Flórida teve 60 dias para realizar duas coisas: aprovar o orçamento para 2022 e novos mapas políticos dos condados do estado. Os parlamentares não terminaram nem uma coisa, nem outra, e o trabalho teve que ser prorrogado por mais 3 dias.

Foram aprovados um plano de gastos de US$ 112,1 bilhões. Os parlamentares também já enviaram ao governador um novo mapa do estado com um novo 28º distrito. RonDeSantis já garantiu que deve sancionar a aprovação do orçamento e do novo mapa distrital.

Mas o detalhe sobre os dois meses de discussões, o que deve ter causado o atraso dos parlamentares, foi a agenda do governador sobre questões culturais, como projetos de lei destinados a manter os imigrantes ilegais fora da Flórida e limitar a discussão racial nas escolas. Outros projetos de lei enviados ao governador adicionariam mais limites ao aborto, proibindo qualquer tentativa abortiva após 15 semanas de gestação, mesmo para vítimas de estupro ou incesto e também proibição de discussões nas salas de aula sobre questões LGBTQI+.

Os parlamentares democratas, particularmente os deputados e senadores negros, analisam a agenda de DeSantis como uma forma de angariar apoio político extremista para uma possível candidatura à Casa Branca em 2024.

Sobre autor

Avatar

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment