Esportes

Com show de Gonçalo Ramos substituto de CR7 portugueses goleiam a Suíça

Portugal está nas quartas de final da Copa de 2022. E para chegar lá, pela terceira vez em sua história, não precisou do seu grande astro. O técnico Fernando Santos deixou Cristiano Ronaldo no banco de reservas, e foi justamente o seu substituto, o jovem Gonçalo Ramos, quem brilhou em campo: o atacante de 21 anos marcou três gols na goleada de 6 a 1 sobre a Suíça, no Estádio Lusail – primeiro hat-trick do Mundial do Catar. Pepe, Raphaël Guerreiro e Rafael Leão fizeram os outros gols portugueses, e Akanji descontou para os suíços.

A vitória de Portugal encerrou a fase de oitavas de final e definiu o último duelo das quartas. Sábado, o time de Fernando Santos vai enfrentar Marrocos, que eliminou a Espanha nos pênaltis, também nesta terça. Os outros jogos das quartas são Brasil x Croácia, Holanda x Argentina (as duas partidas na sexta-feira) e Inglaterra x França, no sábado.

Em junho, enquanto Portugal jogava pela Liga das Nações – duas vezes contra a Suíça, por sinal -, Gonçalo Ramos ainda defendia a seleção sub-21 nas eliminatórias da Euro da categoria. Seis meses depois, o jovem atacante ganhou a missão de substituir ninguém menos que Cristiano Ronaldo em um jogo de mata-mata de Copa do Mundo.

Correspondeu totalmente à altura: abriu o placar aos 16 do primeiro tempo, com um bonito chute de virada, fez o terceiro de Portugal aos cinco do segundo tempo e, antes de sair ovacionado, marcou o quinto da seleção com uma cavadinha na saída de Sommer.

Portugal não foi só Gonçalo Ramos. Com muita mobilidade, o time não deu qualquer chance para a Suíça na partida. Aos 32 do primeiro tempo, Bruno Fernandes cobrou escanteio e Pepe marcou de cabeça o segundo gol português.

Duas marcas em um só gol: Bruno Fernandes chegou a três assistências na Copa de 2022, liderando o quesito ao lado do inglês Harry Kane, e o veterano zagueiro, de 39 anos, se tornou o jogador mais velho a marcar em um mata-mata de Mundial. No segundo tempo, Raphaël Guerreiro fez o quarto gol, em contra-ataque, Akanji descontou para a Suíça, aos 12, e Rafael Leão fechou a goleada aos 46.

A decisão de barrar Cristiano Ronaldo pode ter dado resultado em campo, mas frustrou grande parte dos 83 mil torcedores no estádio Lusail. No banco, ele demonstrou espírito de grupo, celebrando cada gol marcado com os demais reservas.

Quando Portugal já vencia por 5 a 1, a torcida passou a exigir a entrada do ídolo, e Fernando Santos atendeu aos gritos da arquibancada. Cristiano Ronaldo entrou aos 27 minutos, e em seu primeiro lance tentou o gol de falta, mas acertou a barreira.

O time de Portugal até procurou deixar o craque em condições de marcar em vários lances, mas o ritmo do jogo já era outro. O camisa 7 chegou a fazer um gol, aos 38 minutos, anulado por impedimento claro do atacante na arrancada da intermediária.

 

Sobre autor

Nossa Radio USA - News

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment

EnglishPortuguese