Auto Tecnologia

Carro movido a eletricidade, esterco e hidrogênio bate recorde mundial de autonomia

Um carro elétrico modificado com uma célula de combustível alimentada por biomassa e hidrogênio quintuplicou a autonomia de fábrica e bateu um recorde mundial superior a 2.000 quilômetros. O feito foi promovido pela empresa ARM Engineering no circuito de Albi, na França.

O carro escolhido foi um Renault Zoe – veículo totalmente elétrico com autonomia de quase 400 km – que recebeu melhorias para completar um trajeto de 2.055,68 quilômetros sem precisar reabastecer.

Para alcançar esta distância, o veículo utilizou uma carga completa de sua bateria e um tanque com 200 litros de G-H3 – um biocombustível produzido a partir de esterco e hidrogênio – que alimentava uma célula de combustível para gerar eletricidade.

O processo, idealizado pela francesa, permite utilizar o G-H3 para reformar o hidrogênio “e criar, assim, eletricidade para alimentar a bateria”, segundo Marc Lambec, presidente da ARM Engineering.

Cinco pilotos se revezaram no volante do protótipo no circuito de Albi durante três dias para bater o recorde de distância de 1.360 km que pertencia a um Toyota Mirai nos Estados Unidos.

 

Sobre autor

Avatar

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment