Flórida Notícias

Aumentam cancelamentos de contratos de venda de imóveis na Flórida

Com o mercado imobiliário finalmente mostrando sinais de esfriamento, mais compradores estão desistindo dos contratos de venda de imóveis.

De acordo com dados dos analistas imobiliários da Redfin, houve um incremento nos cancelamentos de contratos pendentes por parte de compradores de casas desde o início da pandemia. A razão? Aumento das taxas de juros.

Quando as taxas de juros subiram para o teto de 6%, compradores perceberam que seu pagamento poderia ser de $ 500 a $ 1.000 a mais, então alguns desistiram do contrato de compra . Redfin divulgou que cerca de 60.000 compras de casas em todo o país caíram em junho.

Particularmente na área metropolitana de Orlando, 24,5% das vendas pendentes foram canceladas. No condado de Miami-Dade, as vendas totais de casas caíram quase 10%, enquanto Broward e West Palm Beach tiveram uma queda de aproximadamente 13% e 22%, respectivamente.

Analistas dizem que o problema não é que os compradores decidiram que não gostam das casas, mas sim o custo da hipoteca mensal que será muito caro, principalmente se forem adicionados os recentes aumentos da gasolina e da inflação.

Agentes imobiliários buscam educar seus compradores, informando os que buscam o sonho da casa própria a considerar que, embora as taxas de juros possam cair – criando uma oportunidade de refinanciamento no futuro – os preços das casas historicamente não caem.

Em média, o comprador faz o refinanciamento a cada dois ou três anos. A previsão é de que as taxas voltarão para o nível de quatro ou cinco por cento ao ano. Até lá, o imóvel já obteve uma considerável valorização.

Por estes motivos, agentes continuam aconselhando compradores a seguirem com os planos de compra, independentemente das taxas de juros do momento.

De acordo com o Bankrate, a taxa média atual para a hipoteca fixa de 30 anos em agosto era de 5,89%.

Especialistas imobiliários não esperam uma queda nos preços no sul da Flórida tão cedo, mas acredita-se que haverá um nivelamento do mercado com um número igual de compradores e vendedores ao mesmo tempo.

Das cinco principais áreas metropolitanas dos EUA que viram os preços das casas unifamiliares dispararem no ano passado, três estavam na Flórida. Do top 10, a Flórida foi responsável por sete, de acordo com novos dados da Associação Nacional de Corretores de Imóveis. A Flórida não conquistou o primeiro lugar da lista – essa distinção pertence à área de Fayetteville-Springdale-Rogers, no Arkansas.

Sobre autor

Nossa Radio USA - News

Nossa Radio USA - News

Add Comentário

Click here to post a comment