Notícias

Presidente dos Estados Unidos disse que é preciso ‘rejeitar profetas da destruição em Davos

Publicado: janeiro, 2020

Presidente dos Estados Unidos disse que é preciso ‘rejeitar profetas da destruição em Davos

Donald Trump disse que os acordos comerciais que os Estados Unidos fizeram nos últimos anos são a principal mudança da sua gestão em relação aos antecessores. Os americanos estão em negociação com outros países, que ele não especificou quais são, para fechar mais tratados, afirmou ele em um discurso nesta terça-feira (21) no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

O fórum é um encontro anual que reúne líderes políticos e empresariais. Em seu discurso, Trump listou melhoras em indicadores econômicos do seu país e falou dos acordos comerciais como suas vitórias.

Trump foi ao encontro no mesmo dia em que tramita, no Senado dos EUA em Washington, o julgamento de seu impeachment, mas não fez nenhuma menção ao processo. Ele citou o fato de que na mesma semana foram fechados dois acordos comerciais – um deles com a China, o outro, com o Canadá e o México.

A maior mudança de sua gestão em relação às anteriores é justamente no comércio, afirmou ele. No passado, segundo ele, os EUA perdiam empregos e fábricas com os acordos, e a China desrespeitava regras internacionais. “Nossos líderes não haviam feito nada. É o motivo pelo qual concorri [à presidência], não entendia por que perdíamos empregos para outros países a um ritmo tão acelerado.”

A China, segundo ele, torpedeava o comércio para todos, “mas ninguém fazia nada; sob minha liderança, atacamos o problema de frente”.

O pacto assinado pelos EUA e pela China, afirmou, inclui medidas para proteger propriedade intelectual, parar com a transferência forçada de tecnologia, força o país asiático a abrir seu setor financeira e o obriga a manter um câmbio estável.

Ele previu que os chineses vão gastar US$ 200 bilhões com produtos e serviços americanos, mas que “pode terminar perto de US$ 300 bilhões quando terminar”. Trump citou possíveis acordos comerciais com Japão, Coreia do Sul e com o Reino Unido. Ele disse também que os EUA “estão negociando com outros países”.

 

Fotos

Comentários no Facebook

MAIS LIDAS

maio 6, 2019 às maio 6, 2019 7:13

Após desistir de receber prêmio em Nova York, Bolsonaro diz que virá para aos EUA

O chefe de polícia de Methuen, Joseph Solomon, passou a semana se despedindo de policiais demitidos. Ele afirma que o motivo...

Ler mais
junho 4, 2018 às junho 4, 2018 4:16

Califórnia a quinta economia do mundo.

O chefe de polícia de Methuen, Joseph Solomon, passou a semana se despedindo de policiais demitidos. Ele afirma que o motivo...

Ler mais
novembro 2, 2018 às novembro 2, 2018 1:41

Estudos afirmam que arma em casa aumenta mortes de crianças

O chefe de polícia de Methuen, Joseph Solomon, passou a semana se despedindo de policiais demitidos. Ele afirma que o motivo...

Ler mais
junho 29, 2020 às junho 29, 2020 11:23

ICE prende brasileiro com histórico criminal liberado pela Lei de Proteção aos Imigrantes em NY

O chefe de polícia de Methuen, Joseph Solomon, passou a semana se despedindo de policiais demitidos. Ele afirma que o motivo...

Ler mais

Nossa Rádio USA

Newsletter

× Entre Agora Ao Vivo