Notícias

Distrito escolar de Broward libera uso de maconha medicinal em escolas

Publicado: agosto, 2018

Distrito escolar de Broward libera uso de maconha medicinal em escolas

Embora a maconha medicinal seja legal na Flórida há mais de um ano, alguns distritos escolares demoraram a desenvolver uma política e o Distrito de Broward aprovou nesta semana a medida.

A nova política permite que os alunos matriculados usem maconha medicinal na escola. O diretor da escola é responsável por atribuir um local para administrar a medicação que só pode ser usada em forma de óleo, comestível ou loção.

Uma das crianças beneficiadas com a medida é Arianna, de seis anos. À primeira vista, ela se parece com qualquer outra criança de seis anos de idade, mas ela convive com um tumor cerebral muito raro desde que era bebê e faz uso constante da maconha medicinal.

Na época do diagnóstico, os médicos deram a Arianna somente dois anos de vida. No entanto, três anos depois do diagnóstico assustador, a menina se sente melhor desde que começou a usar maconha medicinal.

“Desde a primeira gota, tudo mudou”, disse sua mãe Michele Riquelme, que dá à filha o óleo de cannabis três vezes ao dia.

No fim desse mês, Arianna começa a primeira séria na Margate Elementary. Sua mãe estava preocupada sobre se e como sua filha poderia tomar o remédio enquanto estiver na escola. No entanto, uma notícia trouxe alívio, depois que escolas do Condado de Broward adotaram uma nova regra na terça-feira, dia 7. Eu sei que minha filha não é a única”, disse Riquelme.

De acordo com a lei estadual, cada conselho escolar tem a responsabilidade de adotar uma política para garantir o acesso ao medicamento. No entanto, muitas escolas estão preocupadas com a perda de fundos federais porque a maconha medicinal é ilegal no âmbito federal.

Miami-Dade, o maior sistema escolar do estado, não tem uma política em vigor. Eles tratam cada solicitação caso a caso.

“O que importa para mim é que ela viva, e se isso puder ajudá-la a viver e não sofrer, enquanto ela estiver passando por todo esse tratamento, então eu vou ter que fazer isso”, disse Riquelme.

Briga começou há dois anos

A decisão veio dois anos depois que eleitores concordaram em legalizar a maconha medicinal no estado. Na ocasião, pais cujos filhos sofrem de epilepsia pediram para seus filhos usarem a droga enquanto estiverem na escola.

A nova regra permite somente que os pais ou cuidadores administrem a medicação.

O distrito disse que alunos com câncer, epilepsia, HIV, doença de Parkinson ou MS, entre outras doenças, poderão tomar a droga na escola.

Fotos

Comentários no Facebook

MAIS LIDAS

maio 2, 2018 às maio 2, 2018 3:19

Procurador especial Mueller cogita intimar Trump para depor

O Itamaraty acompanha o caso de turistas brasileiros que afirmam ter passado uma noite presos nos Estados Unidos, após serem...

Ler mais
agosto 11, 2018 às agosto 11, 2018 11:52

Homem  rouba avião, decola sem autorização e cai em ilha nos EUA

O Itamaraty acompanha o caso de turistas brasileiros que afirmam ter passado uma noite presos nos Estados Unidos, após serem...

Ler mais
maio 10, 2018 às maio 10, 2018 4:04

Universidade nos EUA instala ‘armário do choro’ para aliviar estresse dos estudantes

O Itamaraty acompanha o caso de turistas brasileiros que afirmam ter passado uma noite presos nos Estados Unidos, após serem...

Ler mais
maio 3, 2018 às maio 3, 2018 2:40

Imigrantes na fronteira México-EUA se entregam para pedir asilo

O Itamaraty acompanha o caso de turistas brasileiros que afirmam ter passado uma noite presos nos Estados Unidos, após serem...

Ler mais

Nossa Rádio USA

Newsletter